top of page
  • Foto do escritorRUMO

"Sou, logo vejo" - O que os filmes e séries dizem sobre nós


Numa reflexão sobre o papel que os sonhos têm na vida dos seres humanos, o neurocientista Erick Hoel (New Scientist) introduz o tema refletindo sobre a influência que visualização de filmes, series e reality shows pode ter na capacidade das pessoas distinguirem o que é verdadeiro do que é falso, o que é realidade do que é ficção, considerando o elevado tempo que despendem com esta atividade. Sem responder a essa questão, não será essa situação um reflexo e/ou consequência da sociedade em que vivemos e da hiperestimulação por parte dos média a que somos expostos?


Inquestionável é reconhecer que os últimos acontecimentos sociais e contexto confinamento/ isolamento social vieram reformular a nossa noção de tempo e de espaço e necessidade consequente do seu preenchimento. Neste cenário, o acesso às plataformas de streaming de series e filmes tem-se apresentado eficazes, procurando ir de encontro a essa necessidade através da criação de logaritmos (sistemas de recomendação personalizados que utilizam registos de pesquisas, localização, horário), e incentivando ao seu uso frequente.

O binge-watching e visualização sucessiva de episódios de series tornou-se uma realidade para muitos que, ainda por vários motivos como: interesses, gostos, identificação com as personagens/ história real ou idealizada ou objetivos, optam por esta forma de entretenimento vindo reacender a questão que ao longo dos tempos tem vindo a ser estudada “Será que somos o que vemos?”.


A relação entre a escolha de entretenimento que visualizamos, nomeadamente filmes e series (FS) e a sua relação com os diferentes tipos de personalidade tem sido alvo de vários estudos a nível da psicologia, considerando os géneros de FS: Drama, Romance, Ação, Ficção Científica, Comédia, Aventura e Terror. Quanto à personalidade, pode ser definida como um conjunto de características individuais que moldam a forma como pensamos, sentimos e nos comportamos condicionando as nossas ações e decisões em diferentes contextos através de padrões habituais, os traços de personalidade.


O modelo de personalidade dos Big Five foi o mais comummente encontrado nos estudos encontrados, defendendo que a maioria das características individuais dominantes da população geral podem ser agrupadas em cinco dimensões que oscilam entre os dois extremos do grupo, ainda as sendo elas:

  1. Recetividade a experiências (de cauteloso a curioso intelectualmente, criativo e preferência por experiências novas)

  2. Conscienciosidade (de autodisciplinado, comportamentos pouco espontâneos a desorganizado e desajeitado)

  3. Extroversão (de reservado e preferindo a monotonia a sociável, comunicativo e entusiasta)

  4. Agradabilidade (de frieza afetiva, beligerância e criticismo, a compaixão, moralidade, altruísmo e preocupação socia) e,

  5. Estabilidade Emocional (de calma, confiança e estabilidade emocional, a insegurança e tendência a experimentar emoções desagradáveis como ansiedade a depressão).


Os vários estudos tidos como referência, identificaram uma correlação positiva entre os diferentes géneros de FS e as cinco dimensões de personalidade, ainda que com expressões diferentes destacando as tendências preferenciais entre os perfis de personalidade, sugerindo que as pessoas com características dominantes nas dimensões:


1) Recetividade a experiências, apresentaram maior probabilidade em assistir qualquer género de FS, contudo podem apresentar uma maior tendência para escolher os géneros comedia, fantasia, ação;


2) Conscienciosidade pela sua preferência pela previsibilidade, uma maior tendência para escolher os géneros ação, aventura e romance;


3) Extroversão, pela sua busca de emoções positivas (ex. satisfação e felicidade), uma maior tendência para escolher os a comedia, romance e ficção cientifica;


4) Agradabilidade, uma maior tendência para escolher os géneros romance, comédia, terror;


5) Estabilidade Emociona, uma maior tendência para escolher os géneros romance e terror.







Contudo e ainda que seja interessante estabelecer uma relação entre o que leva uma pessoa a escolher determinado género de FS, a não representatividade da população geral nas amostras em estudo, assim como a não inclusão das suas especificidades culturais, competências linguísticas, estados de espírito, género, etc., tornam estas relações não conclusivas. Tal não surpreende, pela complexidade que cada um de nós representa pela sua história e dinâmica de vida única, em continuo desenvolvimento e suscetível de sofrer alterações que iram moldar as nossas escolhas e interesses, nas quais estão incluídas as variações dos nossos estados psicológicos e emotivos (para saber mais, no final do texto, encontra várias referências).


Reconhecendo o objetivo e mérito primordial dos FS que é o de entretenimento/ distração, não deixe que tornem uma fuga à realidade ou a algum estado psicológico que o esteja a inquietar e dê o rumo certo às suas preocupações no sentido de as resolver.

Vânia Dias


 
Últimas novidades // Próximo Evento



Agendar Agora Primeira Consulta de Psicologia



 

REFERÊNCIAS


  • Ambridge, Ben. - “What films and books reveal about your personality type”. The Observer personality quiz. The Guardian. [Em linha]. 2016. [Consult. a 10.2016]. Disponível em:

  • Cantador, Iván, Fernández-Tobías, Ignacio, Bellogin, Alejandro- “Relating Personality Types with User Preferences in Multiple Entertainment Domains”. Escuela Politecnica Superior, Universidade Autonoma de Madrid, Spain, pp. 1-16. [Em linha]. [s/d]. Disponível em: empire[23420].pdf

  • Chamorro- Premuzic, Tomas.- “What type of Movie Person are you? What do your favourite movies reveal about you?”. Psychology Today. Sussex Publishers, LLC. [Em linha]. [Consult. a 13.07.2021]. Disponível em:

  • Chausson, O. (2010). Who Watches What? Assessing the impact of gender and personality on Film Preferences.my Personality Project, University of Cambridge. Cit em: Cantador, Iván, Fernández-Tobías, Ignacio, Bellogin, Alejandro- “Relating Personality Types with User Preferences in Multiple Entertainment Domains”. Escuela Politecnica Superior, Universidade Autonoma de Madrid, Spain, pp. 1-16. [Em linha]. [s/d]. Disponível em: empire[23420].pdf

  • Digman, J.M.- “Personality structure: Emergence of the five-factor model”. Annual Review of Psychology, 41, pp. 417–440. [Em linha]. 1990. Disponível em: 10.1146/annurev.ps.41.020190.002221


  • Hu, R., Pu, P. (2010). A study on user perception of Personality-Based Recommender Systems. In: Proceedings of the 18th International Conference on User Modeling, Adaptation, and Personalization (UMA’10), pp.291-302. Cit em: Cantador, Iván, Fernández-Tobías, Ignacio, Bellogin, Alejandro- “Relating Personality Types with User Preferences in Multiple Entertainment Domains”. Escuela Politecnica Superior, Universidade Autónoma de Madrid, Spain, pp. 1-16. [Em linha]. [s/d]. Disponível em: empire[23420].pdf


  • Golbeck, Jennifer, Norris, Eric- “Personality, movies preferences, and recommendations”. IEEE/ACM International Conference on Advances in Social Networks Analysis and Mining. ASONAM. [Em linha]. 2013. [Consult. a 10.04.2014]. Disponível em: Personality, movie preferences, and recommendations


  • Goldberg, Lewis R.- “The development of markers for the Big-Five factor structure”. Psychological Assessment, 4(1), pp. 26–42, [Em linha]. 1992. Disponível em: https://doi.org/10.1037/1040-3590.4.1.26

  • Goldberg, Lewis R.- “The structure of phenotypic personality traits”. The American Psychologist, 48(1), 26. [Em linha]. 1993. Disponível em: http://search.proquest.com/docview/212111699?accountid=4117

  • Hoel, E. (2020, November). Dream Power. New Scientist. The True Purpose of Our Dreams An intriguing new theory about what goes on inside our heads at night, and why. No3307, pp. 34-38

  • Lin, H. (2016). Personality stability and change: An investigation of social identity processes. Doctor of Philosophy. Australia: Australian National University. cit in, Peixoto, Ana Catarina; Meneses, Rute F.- “Os Cinco Grandes Fatores de Personalidade e as habilidades Sociais: Revisão das relações”. ResearchGate. E- Revista de Estudos Interculturais do CEI- ISCAP, Nº 6, Universidade Fernando Pessoa, [Em linha]. [Consult. a 05.2018]. Disponível em: (PDF) Os cinco grandes fatores de personalidade e as habilidades sociais: Revisão das relações (researchgate.net)

  • Norton, Sam.- “Movies Prove to be reflective of your personality”. The Equinox. [Em linha]. [Consult. a 02.2013]. Disponível em: http://kscequinox.com/2013/02/movies-prove-to-be-reflective-of-your-personality/

  • Nunes, M.A.S.N. (2009). Recommender Systems based on Personality Traits: Could Human Psychological Aspects Influence the Computer Decision-making Process?. VDM Verlag. Cit em: Cantador, Iván, Fernández-Tobías, Ignacio, Bellogin, Alejandro- “Relating Personality Types with User Preferences in Multiple Entertainment Domains”. Escuela Politecnica Superior, Universidade Autónoma de Madrid, Spain, pp. 1-16. [Em linha]. [s/d]. Disponível em: empire[23420].pdf

  • Palma, Maria Teresa Móires Mendes- “A Prossecução dos Estudos: o Papel da Personalidade na Tomada de Decisão”. ISPA- Instituto Universitário Ciências Psicológicas, Sociais e de Vida. [Em linha]. 2012. Disponível em: Tese Teresa Palma_versão final (core.ac.uk)

  • Peixoto, Ana Catarina; Meneses, Rute F.- “Os Cinco Grandes Fatores de Personalidade e as habilidades Sociais: Revisão das relações”. ResearchGate. E- Revista de Estudos Interculturais do CEI- ISCAP, Nº 6, Universidade Fernando Pessoa, [Em linha]. [Consult. a 05.2018]. Disponível em: (PDF) Os cinco grandes fatores de personalidade e as habilidades sociais: Revisão das relações (researchgate.net)

  • Pimentel, Carlos Eduardo, Ferreira, Diogo, Vargas, Marlizete Maldonado, Maynart, Viviane Andrade Prado, et al.- “Preferência por Estilos de Filmes e suas Diferenças nos Cinco Fatores De Personalidade”. Research Gate. Pesquisas e Práticas Psicossociais – PPP, 9(2), São João del-Rei, pp. 233-241. [Em linha]. [Consult. a 01.2014]. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/278676072

  • Rentfrow, Peter. J., Goldberg, Lewis. R., Zilca, Ran- “Listening, Watching, and Reading: The Structure and Correlates of Entertainment Preferences”. Journal of personality, vol 79, 2, pp. 223- 467, Wiley online library, [Em linha]. [Consult. a 04. 2011]. Disponível em: https://doi.org/10.1111/j.1467-6494.2010.00662.x

  • Romans, Andrew.- “We Are What We Watch: Film Preferences and Personality Correlates”. Oklahoma State University. [Em linha]. 2015. Disponível em: oksd_romans_HT_2015[22407].pdf

  • Sisto, F. (2004). Traços de personalidade de crianças e emoções: evidência de validade. Pandéia, 14(29), pp. 359-369, cit in Peixoto, Ana Catarina; Meneses, Rute F.- “Os Cinco Grandes Fatores de Personalidade e as habilidades Sociais: Revisão das relações”. ResearchGate. E- Revista de Estudos Interculturais do CEI- ISCAP, Nº 6, Universidade Fernando Pessoa, [Em linha]. [Consult. a 05.2018]. Disponível em: (PDF) Os cinco grandes fatores de personalidade e as habilidades sociais: Revisão das relações (researchgate.net)



bottom of page