top of page

Currículo

  • Membro efetivo do conselho regional de psicologia-mg, crp 04/37297.

  • Membro afiliado internacional da APA (American Psychological Association) desde 2015, número de registro 0189-3676.

  • Membro da sociedade brasileira de psicologia.

  • Título de especialista em psicomotricidade pelo conselho federal de psicologia, ano 2016.

  • Membro sócio-titular da associação brasileira de psicomotricidade, título de psicomotricista, registro 323.

  • Especialista em terapia breve de resolução de problemas, mri- brief therapy center, palo alto (california-usa)

  • Especialista em terapia de familia e casal pela puc-mg.

  • Especialista em psicomotricidade pela universidade fumec.

  • Cadastro no e-psi para atendimento online autorizado pelo conselho federal de psicologia, ano 2022.

  • Supervisor de grupos de formação em psicomotricidade.

  • Formação em análise corporal da relação pela sociedad internacional de análisis corporal, com o terapeuta e analista victor garcia.

  • Capacitação em técnicas e testes de avaliação neuropsicológica da criança e do adolescente.

  • Terapeuta sistêmico familiar e de casal com formações diversificadas e com diferentes profissionais/formadores.

  • Experiência em atendimento clínico a famílias com crianças com diversas patologias e sintomas.

  • Experiência em atendimento individual a adolescente e adultos.

Bruno Andrade

Psicólogo clínico | MSc

Ansiedade | Depressão | Relacionamentos | Terapia de casal | Parentalidade | Migrações | Desenvolvimento infantil | Psicomotricidade

Bruno Andrade

“O processo psicoterapêutico é um processo reflexivo, de co-construção de novas narrativas, um sopro de vitalidade e ampliação da visão sobre a vida. Quando, através do movimento reflexivo, podemos ampliar o olhar, perceber nuances ainda não vistas e expandir o hall de alternativas disponíveis, estamos conectados a um exercício de liberdade.

Exercício este que, claro, convive com a responsabilidade inerente a um posicionamento em primeira pessoa diante da própria vida. Quando escutamos o que aconteceu, saímos da causa-consequência, das medidas dos sofrimento humano e vamos para o caminho da compreensão do ser humano.”

bottom of page